Sustentabilidade: O que a sua empresa faz pelo meio ambiente?
Home » Marketing » Sustentabilidade: O que a sua empresa faz pelo meio ambiente?

Sustentabilidade: O que a sua empresa faz pelo meio ambiente?

Por Maria Oldham, CEO da Zettle Brasil

Um número relevante de organizações está incorporando a sustentabilidade às suas estratégias de negócios – percebendo que a prática traz e faz o bem, tanto às próprias empresas, quanto ao planeta em si. Em uma pesquisa recente da McKinsey, empresa de consultoria global, 70% dos entrevistados disseram que suas empresas possuem uma governança formal da prática sustentável. Mas o que exatamente significa isso?

As estratégias com foco no meio ambiente, no entanto, podem não ser viáveis para todas as empresas. Pequenos e médios negócios enfrentam uma série de desafios no início e durante toda a vida da empresa. Essas dificuldades incluem altos custos operacionais e pequena base de clientes. Com orçamentos apertados, pode ser difícil convencer a gestão a adotar qualquer mudança drástica rumo a um foco ambiental ou estratégia de âmbito social. 

Imergir nessa área é certamente um feito que as pequenas empresas conseguem fazer melhor e mais facilmente do que as grandes. Segundo pesquisa da SEBRAE, dos mais de 6 milhões de pequenos empreendimentos registrados no país, 93% estão comprometidos com a sustentabilidade. Os estabelecimentos investem nas práticas sustentáveis pelos mais variados motivos, desde preservação ambiental (67%) a puramente para cumprir a legislação (2%). Isso acontece pela quantidade de pessoas e estruturas que devem passar pela mudança.  Quanto maior a empresa, maiores as transformações.

Neste cenário, é muito comum que empresas deixem de agir por achar que pode ser pouco efetivo realizar uma pequena ação, mas é aí que mora o perigo: essas estratégias menores podem ter grandes resultados e inspirar outras empresas. Acredito muito que pequenas atitudes fazem a diferença e é importante defender nossos princípios e ideais. O que estamos vendo no nosso planeta não pode esperar que possamos tomar atitudes gigantescas – aliás, é impossível prever o impacto que uma ação terá, ela pode tomar proporções maiores e trazer resultados significativos. Na Zettle, a fim de conscientizar sobre o descarte correto de plástico, procuramos trabalhar na durabilidade de nossos produtos. As máquinas de cartões são muito mais resistentes, sendo produtos de qualidade e duradouros. Dessa forma, conseguimos que nossos clientes usufruam por mais tempo das máquinas, diminuindo a possibilidade de um descarte errôneo. 

Podemos ver empresas que saíram na frente e já estão liderando a revolução sustentável do mercado. São organizações de renome e grande influência, portanto, ver que a Zettle está no mesmo patamar no quesito sustentabilidade, é uma bela realização. 

Um dos exemplos é o da pulseira do 4ocean, idealizada por dois amigos surfistas que se depararam com uma praia cheia de lixo trazido pelo mar e perceberam que os pescadores passavam por grandes dificuldades para empurrar os barcos no meio de tanto entulho. O 4ocean promete a limpeza de cerca de 450 gramas de lixo dos oceanos. Com isso, em menos de dois anos, a 4ocean removeu mais de 240 mil quilos de lixo dos oceanos e costas, depois de a operação ser estendida a vários países e permitir dar trabalho a mais de 150 pessoas em todo o mundo. A Adidas também desenvolveu uma malha feita com fios produzidos a partir de plástico reciclado, coletado de comunidades costeiras, e que faz parte do calçado EQT Support ADV Parley. 

Pude acompanhar de perto dentro da Zettle o desenvolvimento de uma máquina de cartões feita com 75% de plástico retirado dos oceanos, a Ocean Reader, em parceria com a Oceanworks, marketplace global para plásticos reciclados dos oceanos. Quando paramos para pensar que, de acordo com a ONU, há 13 mil pedaços de resíduos em cada quilômetro quadrado do oceano, é realmente assustador. Como parte da estratégia, começamos com a produção de 2 mil máquinas de cartões, e a expectativa é que, até 2021, todos os nossos lançamentos contenham materiais reciclados.

Agora vamos pensar: atualmente, existem cerca de 125 milhões de máquinas de pagamento móvel em todo o mundo, e a expectativa é que esse número cresça 6% ao ano. Imagine o mercado todo se inspirando em uma ação efetiva, retirando plásticos dos oceanos e incentivando ONGs por todo o mundo? Não é engano, a mudança e busca pelo equilíbrio do planeta também está nas mãos das empresas. Mais do que atender as necessidades dos clientes, o negócio também precisa levar em consideração o impacto socioambiental de sua atuação, indo além da estratégia mercadológica e focando mais na postura positiva. Precisamos ser exemplo. Preservar o meio ambiente precisa ser um objetivo comum entre corporações e a população global.

*Maria Oldham é CEO da Zettle no Brasil desde 2018, e tem como objetivo estabelecer a empresa como principal parceira dos empreendedores.